Resultados Comentados - Boletim Mensal Braztoa NOVEMBRO

Sustentabilidade no turismo e em tempos de pandemia, como se comporta o setor das operadoras?


O Turismo e o comportamento do consumidor são dinâmicos e podem ser impactados a cada mudança de cenário. Além da abertura de fronteiras, oscilação cambial, panorama pandêmico, outros fatores podem trazer movimento para os indicadores das pesquisas. Nas últimas semanas, dois temas estiveram em evidência: mudanças climáticas e sustentabilidade com a COP 26 e a identificação variante Ômicron, duas pautas importantes, que exercem grande influência na decisão de compra das viagens. Afinal, diante de tantos desafios decorrentes da pandemia da COVID-19, como o consumidor e o setor de turismo estão inserindo a sustentabilidade no seu dia a dia?


Estes foram o tema central do Boletim Mensal Braztoa de Outubro, estudo realizado por meio de uma parceria entre a BRAZTOA (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) e a UP Soluções, com o objetivo de gerar inteligência de mercado a partir de informações das associadas, que também trará os resultados das operadoras de turismo no mês de outubro.


Nesta edição, os dados sobre sustentabilidade foram elaborados e analisados pela UP Soluções em conjunto com Helena Costa, Coordenadora do LETS - Laboratório de Estudos em Turismo e Sustentabilidade, ligado ao CDS/UnB. Registramos mais uma vez os nossos agradecimentos por essa parceria e pelas contribuições da Helena, que foram fundamentais para o sucesso desta pesquisa.


Sem mais delongas, vamos aos dados???


Em novembro, 56,5% das operadoras alcançaram 50% ou mais do faturamento pré-pandemia, 5% a mais que no mês anterior, e 58% já alcançaram 50% do volume de embarques, 26% a mais que o mês anterior.

Variante Omicron boletim braztoa

Diante da nova variante Ômicron, 88% das operadoras sinalizaram que o impacto inicial ficou no âmbito das informações e pedidos de orientação, o que reforça seu papel de levar informação atualizada e de qualidade aos viajantes para uma tomada de decisão mais assertiva, com base nos dados aos quais a entidade tem acesso e compartilha entre o grupo.


Serie histórica boletim braztoa

Nas vendas, observamos uma redução no imediatismo das viagens com 19% das vendas para embarque no mesmo mês, 22,7% para o mês seguinte e um percentua considerável de 43% para o 1º semestre de 2022, e 15% para o 2º semestre. O mesmo acontece no internacional com 10% para embarque no mês de venda, 16% para dezemtro, 46% para o 1º semestre de 2022 e 28% para o segundo semestre.



TOP Destinos - Boletim Braztoa

O mercado nacional segue representando a maior parcela das comercializações e o Nordeste se mantém como região mais vendida. No ranking dos destinos, o primeiro lugar ficou com Gramado e Natal, em segundo aparecem Porto de Galinhas e Rio de Janeiro e, em terceiro lugar, estão Maceió e Fortaleza.


Descamos o prosicionamento de Gramado e Natal. Gramado vem se mantendo entre o mais vendido desde julho pela temporada de inverno e festividades de Natal. Já a cidade Natal, vêm realizando um trabalho de posicionamento, de ampliação de malha aérea e de fortalecimento do setor, inclusive se aproximando da Braztoa para fortalecer seu produto, e este esforço fica evidente não só com a sua mantucenção entre os TOP 3 destinos nacionais, mas também com com o seu posicionamento em primeiro colocado.


No internacional, América Central, Caribe, Europa e América do Norte foram as regiões mais vendidas. Vale destacar a proximidade do volume de vendas entre as regiões e América do Norte figurar entre elas, algo que não aconteceu nos meses anteriores, em razão das fronteiras fechadas. O destino mais vendido foi Estados Unidos, com ênfase em Nova York, Orlando e Miami, em segundo lugar ficaram Cancún, Dubai e Egito, e, em terceiro lugar, Portugal, França e Canadá.


Panorama da sustentabilidade nas operadoras

Turismo e Sustentabilidade caminham juntos. Afinal, o futuro depende da adoção de práticas sustentáveis em todos os setores possíveis, equilibrando a saúde financeira, social e ambiental do segmento e do país.

“a sustentabilidade é fundamental na construção do futuro do turismo, especialmente diante das mudanças de padrões e valores proporcionadas pela pandemia. São as decisões e os esforços coordenados de hoje que podem gerar um processo que leva a grandes transformações”. Helena Costa, Coordenadora do LETS/UNB

A pesquisa realizada com os operadores revela atenção a temas globais contemporâneos e fundamentais para um turismo mais sustentável. Segundo esta edição do Boletim Mensal Braztoa, em comparação com 2019, 47% das operadoras afirmam que as ações de sustentabilidade estão similares e 41% apontam para avanços, indicativos de que, apesar dos momentos desafiadores dos últimos quase dois anos, ações ligadas à sustentabilidade se mantiveram presentes entre as associadas BRAZTOA.

Quanto as alterações de comportamento do cliente ligadas à sustentabilidade da pandemia, ainda não se mostram muito claras para as empresas, já que 42% não conseguem avaliar esse aspecto ainda, ao lado de um número similar de empresas que acreditam que os comportamentos foram alterados (27%) e a parte que aponta que não foram (30%).





Entre os fatores que mais motivam as ações e implementações sustentáveis, a proteção do meio ambiente sai na frente, com 25%, seguida da melhoria da sociedade, com 22%. Aqui, fica evidente a importância dos destinos e seus atrativos naturais, matérias primas turísticas, além das pessoas e das comunidades visitadas, que desempenham um papel crucial para que as experiências proporcionadas sejam memoráveis.


No pilar Ecológico, as ações mais desenvolvidas pelos associados da BRAZTOA são economia de energia (65,8%), água (64%) e redução do consumo de plásticos de uso único (61,9%). Em contraponto, um tema extremamente atual, que é a redução da pegada de carbono ainda é um desafio que precisa ser trabalhado com mais afinco e aparece com 38,4%.

Pilar Ecológico - Boletim Braztoa

Vale ressaltar que, durante a COP26, os grandes players do turismo se comprometeram com a redução da pegada de carbono em 50% até 2030 e zerar até 2050. Mesmo este sendo um evento recente, 6,4% das operadoras já são signatárias, 12% já desenvolvem ações para redução de emissão de gases com efeito estufa e 74% pretendem realizar.


Em relação ao Pilar Social, destacam-se a promoção da igualdade racial (83,2%), igualdade de gênero (80,6%), realização de treinamentos e qualificação da equipe (75%) e implementação de medidas para equilibrar o trabalho e a vida pessoal dos colaboradores (70%). A seleção de fornecedores que demonstram responsabilidade social já aparece entre 62% dos associados. A inclusão de pessoas com deficiência (50,8%) figura como quesito que merece atenção para ganhar mais protagonismo.


Pilar Social Braztoa


O Pilar Econômico foi o que obteve os maiores e mais homogêneos resultados, com destaque para a escolha de fornecedores que demonstrem capacidade de entrega (86,8%), utilização de modelos comerciais saudáveis (82,5%), aplicação e estratégias para manutenção no mercado nos próximos cinco anos (76,8%). O foco na gestão para atração de investimento (65,8%), aparece como ponto a ser melhor desenvolvido.


Pilar Econômico Braztoa

Além disso, essas mesmas operadoras, juntas, contribuem para todos os 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), com destaque para o ODS 5 (igualdade de gênero), ODS 3 (saúde e bem-estar) e ODS 8 (trabalho decente e crescimento econômico). Isso revela a amplitude das ações das operadoras de turismo e seu alcance.



ODS Braztoa 2021


Rayane Ruas, Head of Intelligence da UP Soluções destaca “os dados mostram que a sustentabilidade deixou de ser somente discurso e passou a ser realidade e uma demanda do mercado. Entretanto, um empreendimento não alcança a sustentabilidade e conclui este desafio. Ela é uma prática continua que pode ser aprimorada a cada dia. Olhar para a sua realidade, implementar ações e monitorar os resultados são fundamentais para conseguirmos mensurar os avanços."

Entre os principais desafios elencados para a implementação da sustentabilidade, destacam-se aspecto financeiro (possibilidade de investimento), com 21%, operacional (mudar processos e o envolvimento do pessoal), ambos com 15%. Quando falamos de desafios com maior possibilidade de serem superados, ou seja, aqueles menos vistos como dificuldades, temos o envolvimento do cliente (6,73%), seguidos da identificação de fornecedores e conhecimentos, e informações para implementá-los, que aparecem com 7,6%.



Desafios para implementar sustentabilidade


“Esse cenário reafirma o posicionamento das operadoras como um elo da cadeia que oferece segurança e apoio desde a intenção de compra até total realização da viagem, e mostra a importância dessas empresas como influenciadoras e fomentadoras de tendências e desenvolvimento de novos hábitos entre seus clientes, o que é fundamental para alavancar o apoio às iniciativas sustentáveis no Turismo”, finaliza Pablo Zabala, vice- presidente Conselho de Administração da BRAZTOA.

A repercussão midiática dos boletins é algo a se deixar registrado. Mês a mês a imprensa acompanha o lançamento e se abastece de informações que passam a ser utilizadas nos meios de comunicação, dos mais diversos veículos, desde veículos nacionais de grande impacto, até a mídia local das cidades.


Destacamos a seguir algumas inserções:

Panrotas - Operadoras Braztoa registram vendas com maior antecedência


Panrotas - EUA, Gramado e Natal são destinos mais vendidos por operadoras Braztoa


Mercado & Eventos - Maioria das operadoras já alcançou pelo menos 50% do faturamento pré-pandemia


VoeNews - Boletim Mensal Braztoa: impactos iniciais da Ômicron nas viagens e sustentabilidade em tempos de pandemia


Tribuna do Norte - A dinâmica do Turismo


Blog Robson Pires - Natal é um dos destinos mais vendidos por operadoras, segundo Braztoa


Brasilturis - Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2022 será realizado em abril em SC


ComVC Portal - Cinco dicas para alugar seu imóvel nas férias sem dor de cabeça


Floripanews - Prêmio Braztoa de Sustentabilidade 2022 será realizado em abril, na Serra Catarinense



Sobre o LETS

O Laboratório de Estudos de Turismo e Sustentabilidade (LETS), criado em 2007 no Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDS) da Universidade de Brasília, é um espaço de estudo, pesquisas, projetos e reflexão interdisciplinar.


Reúne 35 pesquisadores de diversas universidades brasileiras e internacionais ao redor da temática da sustentabilidade do turismo.


A Helena Costa, convidada especial do Boletim é a Coordenadora do grupo, e a Head of Intelligence da UP Soluções compõe o grupo de pesquisadores desde 2018.


Conheça mais sobre o LETS:

CDS - Laboratório de Estudos de Turismo e Sustentabilidade

Encontros LETS, disponíveis no Canal de Youtube do CDS/UnB



Infográfico Braztoa dezembro

Sobre o Boletim Mensal Braztoa

Desde abril de 2020, a BRAZTOA vinha realizando levantamentos mensais com os associados sobre o setor de Turismo. Em junho/2021, essa pesquisa evoluiu, ganhou parceiros, nova roupagem e recebeu um nome: Boletim Mensal Braztoa.


Como parte da Academia de Excelência Braztoa, o estudo passou a ser realizado pela UP Soluções em paarceria com a entidade. O objetivo é gerar inteligência de mercado a partir dos dados das operadoras e fortalecer a gestão por dados no turismo.


A cada mês, as pesquisas apresentam dados da série histórica e dados temáticos, que são entregues ao mercado em formato que vai além de um release para a impressa. São realizados encontros online para sua apresentação, em que os dados são contextualizados e interpretados de forma prática por um time da UP Soluções e da Braztoa e, ainda, convidados externos. (Assita a gravação da apresentação dos dados de novembro AQUI .


Ainda, é elaborado um infográfico com os principais destaques, aqui ao lado. <---


Sobre a BRAZTOA

A BRAZTOA (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) reúne operadoras de turismo e parceiros – de negócios e institucionais - responsáveis por estimados 90% das viagens organizadas de lazer, comercializados pela cadeia produtiva no Brasil.


Em 2020, ano atípico e altamente impactado pandemia da COVID-19, as operadoras associadas à Braztoa faturaram R$ 4 bilhões e embarcaram 3,3 milhões de passageiros durante todo o ano.

Entidade de vanguarda e sem fins lucrativos, a BRAZTOA promove ações e parcerias que valorizam as atividades empresariais dos associados, apoiando o desenvolvimento do mercado turístico de forma sustentável.


Sobre a UP Soluções

A UP Soluções em Turismo é uma consultoria especializada que atua no Brasil e Portugal com planejamento da atividade turística, diagnósticos, pesquisas, soluções tecnológicas, treinamentos e qualificação. Focados em sustentabilidade e transformação digital, possui um portfólio completo de soluções próprias nas áreas de Big Data, experiências turísticas e qualificação continuada.

Seu time multidisciplinar é composto por profissionais com sólida trajetória em gestão de destinos, observatórios de turismo, desenvolvimento territorial, desenvolvimento de produtos e projetos turísticos de base tecnológica e referência em marketing digital para o turismo.

Essa equipe já impactou mais de 40 destinos e trabalha cada vez mais embasada em dados, ações continuadas, soluções integradas, métodos ágeis, inovadores e disruptivos em todas as suas ações. Conheça mais sobre a UP aqui.

8 visualizações0 comentário